Real Conservatório de Nossa Senhora dos Inocentes de Santarém

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADSTR/DIO/RCNSI
Title type
Atribuído
Date range
1737 Date is certain to 1875 Date is uncertain
Dimension and support
3 liv.; papel
Biography or history
O Hospital de Nossa Senhora dos Inocentes foi fundado em 1321 pela rainha Santa Isabel, a pedido de D. Martinho, bispo da Guarda. Inicialmente, o hospital foi instalado junto à chamada Porta de Leiria, no local onde atualmente se situam as igrejas de Nossa Senhora da Piedade e a Sé.

Em 1415, o hospital já se encontrava instalado no local do convento, no Bairro do Pereiro e em 1485 integrado no Hospital Real de Jesus Cristo, o maior e o mais importante de Santarém. Tinha contígua uma ermida pertença das rainhas de Portugal.

O convento foi fundado em 1677, por pedido de Frei António de São Diogo à rainha D. Maria Francisca de Sabóia, mulher de D. Pedro II. A instalação do recolhimento das Irmãs Capuchas da Ordem Terceira de São Francisco aconteceria no ano seguinte. Tinha sobre ele jurisdição ordinária o Cardeal Patriarca de Lisboa.

As campanhas de obras sucederam-se ao longo de todo o século XVIII. Em 1716, são efetuadas obras de remodelação e ampliação, custeadas por uma herança deixada pelo Padre José Fernandes. Na segunda metade do século, a reunião de diversos subsídios permitiu a realização de obras na portaria, na roda dos enjeitados, no lavabo e na cerca conventual. A data do início desta campanha encontra-se assinalada no portal principal do convento (1753).

Ainda em 1731, D. Joana Leonor Toledo e Menezes, segunda marquesa de Fronteira, é sepultada na igreja conventual, encontrando-se ainda hoje a sua lápide sepulcral junto à porta principal. No ano seguinte, a comunidade passou à observância da Ordem de Santa Clara, com obrigação de votos e clausura.

Em 1835, um ano após a extinção das ordens religiosas masculinas, há notícia da demolição de parte do convento. No entanto, o recolhimento só seria encerrado em 1910, tendo os seus bens sido então vendidos em hasta pública. Em 1924, o edifício foi comprado por Luísa Andaluz (Madre Andaluz), que nele instalou o Instituto de Nossa Senhora dos Inocentes, instituição assistencial que ainda hoje aqui se encontra.
Acquisition information
Incorporações de 26 de março de 1980 proveniente da Direção de Finanças de Santarém e 2014 (não formalizada) do Tribunal Judicial da Comarca de Santarém.
Scope and content
Contém: Documentação relativa à arrecadação da fazenda, de juros, foros e rendas e registo de certidões de missas.
Arrangement
Organização temática. Ordenação cronológica.
Other finding aid
Ficheiro manual da documentação proveniente da Direção de Finanças de Santarém e guia de remessa do Tribunal Judicial da Comarca de Santarém.
Creation date
27/05/2016 15:42:26
Last modification
20/12/2017 10:17:16